Vídeo

Em 1983, aos 9 anos, comecei a trabalhar com o meu pai, na antiga fábrica de saltos, chamada Tec-Salt, a qual ele era sócio com mais dois irmãos.

Foi a primeira fábrica de Saltos Plásticos da Região Centro Oeste.

Naquela época os saltos eram fabricados 100% de material reciclado.

Eram comprados caminhões de plásticos para serem reciclados, como telefones estragados, pedaços de eletrodomésticos e copos descartáveis usados.

Tudo recebia um tratamento especial, como por exemplo, separação do material, limpeza, corte, moagem, desumidificação e só então eram encaminhados para transformar em Saltos.

Tudo feito de forma manual e bem trabalhoso. Naquela época não existia muitos fornecedores de matéria prima virgem e a necessidades nos forçava a produzir as próprias matérias primas.

Recebíamos diariamente muitos catadores de papeis, os quais faziam a coleta de copos plásticos descartados em festas e Estádios de futebol, como por exemplo, no Estádio Serra Dourada. Em dias de jogos eles coletavam toneladas e durante a semana vendiam para nossa fábrica para transforma-los em Saltos.

Pois bem! Os moradores vizinhos da fábrica, não sabiam o que fazíamos com aquela grande quantidade de copos descartáveis comprados pela fábrica, e chamaram a Vigilância Sanitária, alegando que estavam sendo reciclados para consumo novamente, o que não era verdade.

E assim os Agentes da Vigilância Sanitária compareceram na fábrica e ao verificarem o que estava acontecendo, saíram de lá dando os parabéns, pois ao contrário do que recebera na denúncia, estávamos contribuindo com o Meio Ambiente, transformando em um produto final, milhares de toneladas de plásticos que seriam descartados no meio ambiente.

Hoje, grande parte dos materiais utilizados pela Solart são de materiais virgens. Porém, alguns produtos, como as Meias Patas, usam-se 70% de materiais reciclados e os outros 30% são virgens para deixa-lo expandido, leve e de fácil colagem.

Hoje completamos 21 anos de fundação, porém mais de 40 de experiência e a preocupação com o meio ambiente ainda se faz presente.
Desejamos todas as bênçãos em seus empreendimentos e assim prosperem cada vez mais em nome de Jesus!

Reginaldo Barbosa